Quando falo que tenho uma empresa, as pessoas costumam achar um máximo e, realmente, é muito legal. Depois disso, geralmente, vem a frase “Queria começar minha empresa também, mas…”, e aí vem as desculpas ou então outra frase comum, “não sei por onde começar.”. Por isso resolvi escrever este post, para tentar te ajudar a organizar as ideias e começar a colocá-las em prática.

1º – Tenha em mente em qual ramo quer atuar e estude sobre ele.

Antes de qualquer coisa, é importante saber em qual ramo você deseja abrir sua empresa, moda? alimentação? bem estar?… Escolha um que você se identifique e que, de alguma forma, já tenha tido contato antes. Pesquise sobre o crescimento do setor, faturamento, novidades, concorrentes e etc.

2º – Qual será o canal de distribuição do seus produtos/serviços?

Se você quer trabalhar com moda, por exemplo, vai ter uma loja física ou será um e-commerce? Se você prestará serviços, irá até a casa dos clientes ou é um serviço que pode ser prestado à distância?

3º – Quanto tempo você irá se dedicar ao projeto?

A grande maioria das pessoas começa um negócio enquanto ainda está trabalhando, por isso é muito importante definir um horário do seu dia para se dedicar ao seu projeto empreendedor. Quando tiver esse tempo definido, poderá ter uma estimativa de quanto tempo levará para que seu negócio saia do papel.

4º – Crie seu objetivo e trace suas metas!

Agora você já sabe o que fará, como fará e qual tempo terá para se dedicar ao seu projeto, então crie suas metas! Digo por experiência própria, se você não se planejar, dificilmente sairá do lugar. Por exemplo:

Objetivo: Ter uma loja virtual de roupas femininas até janeiro de 2018 (coloque datas!)

Meta 1: Ir a feira de moda XXX que ocorrerá em XXX e conhecer os principais fornecedores da área.

Meta 2: Entender qual a melhor plataforma para minha loja virtual e orçar os valores.

Meta 3: Definir quais serão meus fornecedores e verificar prazo de entrega de cada um.

Meta 4: Calcular preço de venda dos produtos e tempo de retorno do meu investimento.

E por aí vai. Entenda que as metas serão os degrauzinhos que te levarão ao seu objetivo principal. O interessante é que cada uma tenha seu tempo para execução, ás vezes você pode até executar duas metas ao mesmo tempo, dependendo do que for.

Dica extra: Contatos, contatos e mais contatos!

Quando entrei na faculdade há alguns anos atrás, ouvia muito a frase “Vocês tem que fazer networking!” – simplificando, networking é criar uma rede de contatos – na época, eu não entendia muito bem a importância desse tal networking. Hoje em dia, eu vejo o quanto ele é importante, os contatos que fiz e faço, me indicam novos clientes, estão disponíveis  para me ajudar, se precisar com algo da empresa ou qualquer coisa do tipo. Para mim, esta é a dica de ouro, faça contato com as pessoas do seu ramo, fornecedores, pessoas que tenham mais experiência de negócios que você.

E por fim, entenda que criar um negócio não é nada glamuroso, você precisará se dedicar muito no início – se não tiver ajuda de nenhuma equipe – , precisará entender de várias áreas ao mesmo tempo e, talvez, pense em desistir em alguns momentos (é natural, acredite!). Mas valerá muuuuito, se for isso mesmo que você deseja.